Saltar para o conteúdo principal

CAPP desenvolve estudo sobre Habitação Própria em Portugal numa Perspetiva Intergeracional

Da autoria das docentes e investigadoras do ISCSP-ULisboa Romana Xerez, Elvira Pereira e Francielli D. Cardoso, este estudo foi financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

“Habitação Própria em Portugal numa Perspetiva Intergeracional” é o mais recente estudo desenvolvido pelo Centro de Administração e Políticas Publicas do ISCSP-ULisboa, entre janeiro e junho de 2019.

Da autoria das docentes e investigadoras do ISCSP-ULisboa Romana Xerez, Elvira Pereira e Francielli D. Cardoso, este estudo foi financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e teve como objetivo responder às seguintes questões: Como tem evoluído o acesso à habitação própria em Portugal?; Existem desigualdades entre as várias gerações? Que riscos sociais representam?.

Através deste trabalho que estuda a expansão da habitação própria em Portugal, entre diferentes gerações depois de 1970, as investigadoras do CAPP-ISCSP concluíram que “A despesa anual média das famílias com habitação mais do que duplicou em 26 anos​”. O estudo revela ainda que entre 1995 e 2017, a despesa pública com a habitação diminuiu para quase metade, e desde o início do século, “a percentagem de jovens até aos 29 anos com casa própria tem vindo a diminuir drasticamente”, sendo que se estima que em 2017, apenas um quarto tinha habitação própria. Concluíram também que “a percentagem de jovens adultos (18-34) a viver em casa dos pais tem vindo a aumentar de forma sustentada”, sendo de 64 por cento em 2018.

Segundo as investigadoras do CAPP-ISCSP, “as conclusões deste estudo sugerem o acesso à habitação como uma importante questão de justiça intergeracional e intervenção da Política Social”.

Consulte o estudo sobre “Habitação Própria em Portugal numa Perspetiva Intergeracional” na integra aqui.

Este website usa cookies para otimizar a sua navegação.Ler mais Concordar