Saltar para o conteúdo principal

ISCSP e Fundação G7+ criam Centro de Estudos sobre Países Frágeis Afetados por Conflitos

O ISCSP-ULisboa e a Fundação G7+ assinaram, no dia 2 de dezembro de 2021, o protocolo que formaliza a criação do Centro de Estudos sobre Países Frágeis Afetados por Conflitos.

Para a Presidente do ISCSP-ULisboa, Professor Ricardo Ramos Pinto, a importância desta parceria “prende-se com a génese da própria instituição que sempre esteve ligada ao apoio de Estados frágeis”. O Presidente do Instituto lembra que é “uma obrigação da academia geral” de fazer chegar o seu conhecimento a estes países e vê na criação do Centro de Estudos sobre Países Frágeis Afetados por Conflitos a “oportunidade de fazermos uma investigação mais aplicada e uma investigação com maior impacto social e ao mesmo tempo apoiar um conjunto de Estados”.

Presente na cerimónia, Kay Rala Xanana Gusmão, A Pessoa Eminente do G7+ (ex-Presidente da República Democrática de Timor Leste) vê a criação do centro como um “apoio desinteressado aos mais necessitados” e aponta o “o trabalho integrado dos seus membros” como o caminho para o sucesso.

O Centro de Estudos faz agora parte das instalações do ISCSP-ULisboa. Antes da inauguração o momento foi antecedido pela palestra “A construção do Estado nos países frágeis no pós-covid: desafios e oportunidades”, que contou com Francis Kai Kai, Presidente do G7+ (ministro do Planeamento e Desenvolvimento Económico da República de Serra Leoa) e Luís Amado, Presidente da Fundação G7+ Lisboa.

Este website usa cookies para otimizar a sua navegação.Ler mais Concordar