Saltar para o conteúdo principal

FCT cria apoio "RESEARCH 4 COVID-19"

A FCT lançou uma linha de financiamento especial a projetos de implementação rápida para soluções inovadoras de resposta à pandemia de COVID-19. As candidaturas já se encontram abertas.

A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), em colaboração com a Agência de Investigação Clínica e Inovação Biomédica (AICIB), atribui um apoio especial, “RESEARCH 4 COVID-19”, a projetos e iniciativas de I&D que respondam às necessidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS) na resposta a esta e a futuras pandemias num horizonte temporal muito curto. Um apoio que tem por base o atual surto do novo coronavírus e da COVID-19, a situação de crescente incerteza e alarme social em que vivemos, e também a capacidade científica e tecnológica existente em Portugal.

As propostas podem ser submetidas até às 17 horas, do dia 5 de abril, na página da FCT. No entanto, considerando a evolução dinâmica e rápida da situação, haverá um segundo período de candidatura que apenas será anunciado findo o primeiro período.

Esta medida pretende estimular redes colaborativas nacionais de I&D, assim como a reorientação da atividade nas unidades de I&D apoiadas pela FCT para iniciativas de I&D que respondam às necessidades do SNS. Tendo em conta o caráter de urgência, serão apoiados projetos de implementação rápida (máximo 3 meses de desenvolvimento). O limite máximo de financiamento de cada projeto é de 30 mil euros, sobretudo para complementar iniciativas em curso e para a reorientação de equipas existentes.Para os dois períodos de candidatura está prevista uma dotação orçamental de 1,5 milhões de euros. Os projetos aprovados serão financiados por fundos nacionais através do orçamento da FCT.

Em paralelo e em complemento com esta iniciativa, a FCT lançará com as autoridades de saúde uma outra iniciativa de mobilização da comunidade científica e tecnológica nacional no combate à pandemia causada pelo coronavírus num contexto de dados abertos para a investigação e inovação, que integrem, nomeadamente, meta-dados, datasets ou hiperligações, registo de problemas, resultados de investigação em vigilância epidemiológica e outros dados secundários de saúde pública e anonimizados necessários ao combate à epidemia por coronavírus, como resultados clínicos, analíticos e demográficos.

Consulte mais informações aqui.

Este website usa cookies para otimizar a sua navegação.Ler mais Concordar