Saltar para o conteúdo principal

Crise e Ação Humanitária

7.ª Edição

Qualificar Profissionais para Ambientes de Catástrofe

7.ª Edição início :Final de outubro

Propinas:€2200

Créditos:60

Candidaturas :12 de abril a 30 de setembro de 2021

Coordenação

Coordenação Científica

Celeste Quintino
Celeste Quintino

Celeste Quintino

Professora Associada do ISCSP-ULisboa

Coordenação Executiva

Fátima Amante
Fátima Amante

Fátima Amante

Professora Associada do ISCSP-ULisboa
Investigadora Integrada do CAPP-ISCSP

Em colaboração com:

Objetivos

Desde o fim da Guerra Fria que se tem assistido a profundas transformações na escala, âmbito e significado da ação humanitária. Guerras, catástrofes naturais e outros contextos frágeis têm feito crescer as crises humanitárias em número e magnitude e têm tornado mais diversos e complexos os contextos onde operam as organizações humanitárias, exigindo profissionais altamente qualificados.

Como consequência, prevê-se que o trabalho no sector humanitário tenha um crescimento anual de 6% nas próximas décadas, ao mesmo tempo que aumenta a procura de programas pós-graduados e a necessidade de análises inovadoras e de investigação sobre novos modelos de ação humanitária.

A missão da pós-graduação em CRACH é preparar profissionais para agirem em ambientes de catástrofe em contexto nacional e internacional. Os seus objetivos são:

  1. Providenciar formação académica de elevada qualidade e competências profissionais para a análise crítica da ação humanitária e para o exercício de trabalho humanitário;
  2. Favorecer a troca de experiências entre estudantes, especialistas, investigadores e professores de modo a construir um entendimento profundo sobre crise e ação humanitária, numa perspetiva multidisciplinar e com recurso a estudos de caso;
  3. Refletir sobre os desafios humanitários atuais no contexto do debate sobre emergência humanitária e desenvolvimento.

Prevê-se que os estudantes possam experienciar uma situação de emergência e ação humanitária em ambiente de simulacro.

Destinatários

Profissionais humanitários e de saúde, proteção civil, segurança, defesa nacional e ajuda ao desenvolvimento; diplomatas; agentes de turismo; jornalistas; reformados com interesse no voluntariado humanitário; recém-licenciados que procuram carreira nos sectores humanitário e do desenvolvimento.

Este website usa cookies para otimizar a sua navegação.Ler mais Concordar